Trabalhar com profissionais que lidam com PROCESSOS é trabalhar com a questão TEMPO

Produzir arquitetura é um PROCESSO, e, como tal, exige tempo para ser elaborado, um período de conhecimento, concepção, análise crítica, ideação, maturação e desenvolvimento… um momento onde o arquiteto vai ficar íntimo do assunto, será grande amigo das variáveis, irá dominar as diversas condicionantes e, numa magia extraordinária irá materializar tudo no que chamamos de PROJETO. O projeto é o resultado do processo, e, essa questão não é matemática, no sentido em que mais de um projeto podem ser solução do processo, porém, como num gradativo processo de amadurecimento, é consequência de todas as DECISÕES tomadas ao longo da jornada.

Metaforizemos: um cirurgião só é um cirurgião porque ao longo de sua vida suas decisões e escolhas o levaram a este caminho, o bom desempenho na escola, a aptidão pela área, a dedicação aos estudos, as oportunidades alcançadas, as conquistas… enfim… processo longo de vida até atingir o projeto cirurgião.
Trabalhar com profissionais que lidam com PROCESSOS é trabalhar com a questão TEMPO, para que o PRODUTO (ou projeto) seja devidamente atingido com excelência. Mas o tempo é aquele fator recorrentemente desvalorizado… Quando o cliente exige um projeto pra ontem (sim, isso acontece), ele está suprimindo do processo a maturação e desenvolvimento do produto… já diz o ditado que “o apressado come cru”… ou seja, cuidado com uma refeição rápida demais, ela não será saudável. O tempo é um momento de pesquisa, exploração e desenvolvimento; é essencial para que se tenha um PROJETO de qualidade.

Entremos então nessa janelinha do TEMPO, quando a exploração arquitetônica acontece, onde entre mil adversidades, escopos, condicionantes climáticas, legislação, desejo-necessidade-vontade (salve Titãs) a magia liquidifica tudo isso num produto que tenha todas as respostas… o Tempo não é o Parnaso grego repleto de musas e grama verdejante, melhor entendê-lo como uma linha de produção quase industrial, onde muitas variantes são devidamente analisadas, ajustadas, separadas e reagrupadas num processo organizacional claro, lógico e conciso. Vários produtos não conformes são encontrados e descartados ao longo desse período, o método é constantemente reiniciado de modo que o projeto final alcance a excelência desejada, a expectativa se tornando realidade e obtenha olhos arregalados e sorrisos largos do cliente.
Dê tempo a etapa tempo, desconfie daquele profissional que come cru.