LARES

Projetar um lar não é só projetar uma casa, uma habitação ou um edifício residencial, e, por isso nomeou-se esta sessão de Lares. Criar um lar é desvendar o inconsciente de seu futuro morador (ou moradores), é conhecer seus hábitos, sua intimidade, seu café da manhã e seu hobby obliterado pela ação do tempo; é descortinar medos, é propiciar experiências, é criar nova vida. Ter um lar é ter o refúgio desejado, confortável e que veio a ser materializado através de uma arquitetura que compreende as tênues dores e delicias dos que ali habitam.

O GRUPO ARQUITETOS E A CRIAÇÃO DE LARES

Especialistas em saber utilizar o contexto da arquitetura para promover a melhor vista, o local mais aconchegante, o Grupo mostra seu talento em vários lares em condomínios pelo país.

  • Portal de Bragança em Bragança Paulista
  • Veredas das Gerais
  • Vale dos Cristais
  • Quintas do Sol e Conde em Nova Lima
  • Aconchego da Serra em Itabirito
  • Recanto dos Pássaros em Ipatinga
img-fachada-frente-casa-projeto-residencial-grupo-arquitetos

“O lar deve ser o tesouro da vida.” Le Corbusier

CASA QUINTAS DO SOL 2

Um casal jovem, com sonhos no discurso e um bebê no ventre, desejava uma casa que não estava nos livros ou revistas de arquitetura e vieram trazer ao Grupo Arquitetos uma prazerosa missão, conceber o lar desta família. Materializar este lar foi um trabalho sistêmico e criterioso, com minuciosas investigações, agradáveis reuniões e estudos diversos. A casa imaterial ficou pronta e produz sentimentos variados ao se ver tão pomposa na paisagem, tão única na sua rua, tão discreta em seu diálogo com a natureza ao redor.
Este lindo projeto foi matéria do site Arqudaily. O site de arquitetura mais visitado do mundo. Leia aqui!

Crédito das fotos: Ivan Araújo

CASA ACONCHEGO

Aconchego por definição é um amparo, um abrigo, uma acomodação confortável e acolhedora. Aconchego foi o mote projetual que guiou o traçado arquitetônico nesta residência em Itabirito, região metropolitana de Belo Horizonte, um lugar montanhoso com belíssima paisagem e temperaturas aprazíveis.
A arquitetura proposta buscou trabalhar com materiais e revestimentos que fossem facilmente encontrados na região, valorizando a mão de obra local e as características técnicas dessas materialidades. Madeira foi usada nos forros e esquadria, estão em harmonia com a paisagem e aquecem o espaço; pisos de cimento queimado e ladrilho hidráulico fortalecem a mineiridade da família, o telhado cerâmico foi meta desde o começo, garantindo um pé-direito variado e agradáveis temperaturas internas; zenitais de vidro e brises ajudam na iluminação interna e propiciam um maior conforto térmico e luminoso.
Sim, parafraseando Elba, esta família toda semana corre de volta pro seu aconchego.

Crédito das fotos: Ivan Araújo

CASA IPATINGA

Um terreno de aproximadamente 10.000m² acolhe esta unidade residencial com extensa área paisagística e um setor específico para criação de equinos. A arquitetura proposta pelo Grupo integra harmonicamente uma solução formal contemporânea à beleza e sossego campestre.

SÍTIO SANTA EDWIGES

A família cresceu e a casa da cidade não mais comportou os encontros da família, que, neste refúgio tem movimento certo aos finais de semana. Pai construtor, filha engenheira e filho arquiteto ergueram a casa com poucos e bem concebidos cômodos numa arquitetura singela e prática. Como o fazer construtivo não cessa, o sitio já agregou pomar, horta, piscina, capela e casa de bonecas… Este lar cresce e se transforma continuamente, se adequando às alegrias da família.

CASA CRISTAIS

A privacidade desejada pelos moradores desta casa do Condomínio Vale dos Cristais foi a tônica que ditou os traços de sua arquitetura, que com poucas aberturas na fachada principal pouco revela da intimidade de seu interior. Expõe a área de lazer, recebendo de braços abertos os convidados e resguarda a intimidade do dia-a-dia dos olhos vizinhos, voltando os próprios olhos para a mata de preservação ao fundo do terreno.

Crédito das fotos: Ivan Araújo

CASA MANGABEIRAS

O grande desafio de se construir no bairro Mangabeiras na zona sul de Belo Horizonte está nas restrições legais e patrimoniais, que, aliado ás diminutas dimensões do terreno, exigiu um projeto mais verticalizado para acolher aos anseios da família. Edificar esta verticalizada residência sem que a mesma obtivesse um caráter multifamiliar foi uma premissa, aliada às condicionantes naturais que possibilitaram descortinar o horizonte de BH das varandas e terraços que permeiam as áreas sociais e íntimas.

CASA VEREDAS

Traços simples e elegantes, em uma concepção compacta, que se materializa no Condomínio Veredas das Gerais em Nova Lima. Esta arquitetura propõe uma maior integração com a natureza atendendo aos anseios dos moradores: nenhuma das magníficas palmeiras foi removida na construção da casa e se integraram por inteiro à arquitetura da casa que contará ainda com aquecimento solar e captação de águas pluviais para a irrigação. Todo o fundo do terreno ficou como uma mata preservada que os moradores, antes mesmo de finalizada a obra, vinham plantando espécies frutíferas diversas, promovendo a festa de esquilos e micos.

Crédito das fotos: Ivan Araújo

CASA DO PORTAL

Esta casa do Condomínio Portal de Bragança vem traduzir as expectativas de uma família que se cansou da vida de apartamento e espera o quanto antes habitar um espaço confortável em um condomínio fechado. A casa projetada pelo Grupo Arquitetos apresenta volumetrias fortes e consistentes, ambiências internas integradas e solários deliciosos nesta cidade onde as baixas temperaturas são uma constante.

CASA VILA CASTELA

Trocar um apartamento em meio aos buzinaços para um refúgio com anarquia sonora de pássaros foi a meta desta família ao buscar no Grupo Arquitetos a materialização de seu sonho. O projeto ficou bem amplo, cômodos confortáveis, uma vultosa área de lazer com academia, decks e uma piscina que delineia uma paisagem de tirar o fôlego. Na área intima os quartos foram configurados de forma a preservar a intimidade da família, e, no conjunto social o ponto alto fica por conta de um piano de cauda pleno de história na vida da família.

HABITAÇÕES SOCIAIS

Habitações sociais são lares destinados àquela parcela da população cujo nível de renda dificulta ou impede o acesso à moradia através dos mecanismos normais do mercado imobiliário; normalmente essa garantia do direito à moradia é promovido pelo poder público. Em Belo Horizonte, trabalhando junto à Sudecap Urbel e SMAHAB o Grupo Arquitetos trabalhou inúmeros conjuntos de habitações sociais dos programas assistenciais da prefeitura, proporcionando lares a diversas famílias nos bairros Aglomerado Santa Lúcia, Alto Vera Cruz, Jatobá, Santa Maria, Santa Mônica, Sinimbu, Tirol, Vila Monte Carmelo e Vila Tabelião Ferraz.

“A nossa casa do Aconchego da Serra (projeto do Grupo Arquitetos) ficou muito linda e funcional. O projeto conseguiu contornar muito bem um problema existente na região: a unidade, o mofo. A casa ficou muito bem iluminada pela luz solar, sendo agradável no verão e no inverno.”
Stela e Eduardo Cerqueira
“Construímos uma casa bem estruturada, funcional, moderna e com baixo custo. Somos muito gratos a equipe do Grupo Arquitetos pela competência e pela atenção e respeito pelas nossas ponderações e solicitações”
Luiz Otávio Tassara Cardoso e Ciléa Vitória Tassara